“A grande força de uma apresentação é a relação pessoal entre orador e plateia”, é o que afirma o guia oficial do TED Talks para falar em público. E bons slides fortalecem esse vínculo ao enriquecer a fala do palestrante.

A mente humana é um sistema: ela funciona de maneira integrada, combinando diversos tipos de informação. Por isso, assim como o conteúdo, o apelo estético dos seus slides faz parte da mensagem que você quer passar aos espectadores.

Por meio deles, você pode mostrar o que é difícil de descrever em palavras. Ou ainda pode mostrar e descrever em palavras, oferecendo à plateia novas perspectivas sobre o que está sendo apresentado. Explore, inove, aproveite esse recurso da melhor forma possível.

Você sabe o que diferencia uma apresentação sem graça e esquecível de uma apresentação marcante? Como estão os seus slides? Faça uma análise crítica: será que eles se encaixam na primeira ou na segunda categoria? Se for o primeiro caso, quer saber como melhorá-los?

Aqui é o lugar certo para isso. Neste post, vamos ensinar algumas dicas simples, mas fundamentais para tornar seus slides fantásticos e prender de vez a atenção da sua plateia. Confira!

 

#1 – Não use os temas oferecidos pelo seu software de edição de apresentações.

 

5 dicas incríveis de como melhorar a aparência de seus slides

Usar os temas de slides do seu software (Powerpoint ou Keynote) é como declarar a morte de sua apresentação. Eles são, em sua maior parte, de pouca qualidade visual e acabam limitando a criação do slide ao invés de agregar valor.

É fundamental criar apresentações mais limpas, para que seu público entenda melhor a ideia ou história que você pretende defender ou contar. Lembre-se: sua apresentação deve ser visualmente coerente com o tema que ela apresenta!

 

#2 – Use menos texto!

 

5 dicas incríveis de como melhorar a aparência de seus slides

Sempre que for desenvolver um roteiro para a sua apresentação, coloque-se no lugar do seu público. O que você espera quando assiste a uma palestra ou apresentação de relatório de vendas, por exemplo? Com certeza, que os slides não sejam chatos e cheios de conteúdo textual, correto?

A ideia é sempre deixar que o apresentador fale sobre o slide. Isso mostra para o público que ele domina o conteúdo, além de passar mais segurança e credibilidade. Na sua apresentação, enquanto você fala, o público vai prestar atenção em você, e não nos slides. Utilize-os para complementar suas ideias ou para instigar a plateia sobre o que você pretende dizer.

 

#3 – Evite bullet point/marcadores

 

5 dicas incríveis de como melhorar a aparência de seus slides

Uma dica valiosa: tente usar apenas uma ideia por slide. Seu público não vai se lembrar de dez ou mais tópicos, nem de marcadores de numeração em um único slide.

A solução é dividir cada ideia em um slide diferente. Considere cada slide como uma chamada para o que você está dizendo. Assim, você passa sua mensagem com mais clareza, e seu público a memoriza com mais facilidade.

 

#4 – Não abuse do número de imagens

 

5 dicas incríveis de como melhorar a aparência de seus slides

Imagens ajudam (e muito!) na construção de uma apresentação mais fácil de ser memorizada. Tornar o slide mais visual “vende” melhor a sua ideia, cativa e emociona seu público.

Mas não se empolgue no número de imagens por slide, claro. Não torne cada um deles um álbum de fotos! Busque uma imagem que represente a ideia ou o conceito daquele slide.

 

#5 – Use os tamanhos das fontes adequadamente

 

5 dicas incríveis de como melhorar a aparência de seus slides

Provavelmente, você está desenvolvendo sua apresentação em um notebook, certo? Por isso, cuidado: o tamanho dessa tela é muito diferente do tamanho da tela de um datashow.

Ao dimensionar suas fontes, não pense apenas nos espectadores que estão na primeira fila. O texto deve ser grande o suficiente para ser lido pelas pessoas que estão na parte de trás da sala. O ideal é você testar sua apresentação antes de exibi-la ao público. Se não for possível, sugerimos textos sempre maiores que 30pt ou 35pt, dependendo da fonte.

Leave a Reply